Falsa liberdade (música – MD; letra – MD)

Estrofe: estrofe (re dó sol lá 2x)
ponte (mi- lá ré si- 2x mi- lá)
refrão (ré sol lá ré sol lá ré sol lá sol lá ré)

Entrou
E não lhe dei a direcção
E por caminhos proibidos
Chegou aqui sem ar cansado
Fiquei
Com as mãos atadas ao que dei
Com a ilusão que eras destino
E com o peso de quem depende de alguém

Quis escolher
Agora chega vou fugir
Quis falar
Mas tiraram a cor do desenho que te ia mostrar
Quis sofrer...

E não há nada
Que me faça chorar
Nada mais forte mais fundo em mim
A fantasia
De qualquer dia
Me guardares aí

Entrou
Voltou atrás, desapareceu
E sem amor sem sentir nada
Fingiu não ver que me queimou
Rasguei
Toda a esperança que me dei
Tudo o que vi e não pousou
E a diferença que deixaste ficar

E não há nada
Que me faça chorar
Nada mais forte mais fundo em mim