Simplus

Entrega (2003)entrega lt

 

Basta a Música (música – LR; letra – MD)

Acordes: estrofe (lá- mi- fá sol) (lá- mi- (ré sol.2x) ponte (fá sol la- fá sol mi7) refrão (lá- fá ré-sol lá- fá sol mi- 2x)

Escrevo por aí
Não sei se com a alma ou caneta
Gostava de transmitir
Tudo o que o coração enfrenta
Ser capaz de sentir
Tudo o que perde a luta e não entra

Quero ser capaz de ver
O que há cá dentro quero conhecer
Basta a música chegar
É quem faz com que se entregue tudo o que não se quis dar
Entra por nós sem pedir
Todo o que canta sabe é difícil resistir

Parte sem querer pensar
No que leva, no que pode tirar
Não sabe o que faz sentir
Não sabe nada
Não sabe o que nos faz andar

É por ela que vou correr
A minha alma quero perceber


 

Entrega (música – MD; letra – MD)

Acordes: (dó sol lá- ré- sol)

Sei Senhor, que na vida
Nem sempre temos tudo, tudo dado
Por isso, aqui estou
Pronto para ser, ser ajudado

Senhor a Ti me entrego
Com todo o coração
Eu nunca fui tão sincero
Não sei mais o que fazer, sem Ti eu não sei viver
Ouve a minha oração, Senhor dá-me a Tua mão

Sei Senhor, que não posso
Ter tudo o que quero, ou que gosto
Por isso, peço-Te a Ti
Que me leves sempre, sempre contigo


 

Precisamos de Ti (Como a Terra do Sol) (música – MD; letra – MD)

Acordes: estrofe (sol dó sol dó sol ré dó ré 2x) refrão (sol dó lá- ré 4x)

Há certos dias na vida
Em que tudo corre tão mal
Nem sequer distinguimos o bem e o mal

Então olhamos pró céu
Chamamos por Ti Senhor
E tudo se torna claro em nossos olhos

Precisamos de Ti
Como a terra do céu para viver
Precisamos de Ti
Como o mar do céu para ter cor

Tudo pode estar fácil
Sabemos o que fazer
Mas tudo é tão inútil se não compreendermos


 

Este Grito d’Alma (música – MD; letra – M.Campos)

Acordes: intro (lá- sidim dó ré7 fá sol dó fá) estrofe (dó ré- fá sol 4x) ponte (fá sol) refrão (fá sol dó lá- 2x) (fá mi7 dó lá- fá sol fá) dó

Esta dor que nos desperta, e nos surge pela vida
É como uma frida aberta, uma luz em nós escondida
Para descobrir mais e mais além
Para ser genuíno e crescer
Encontramos sempre em alguém, o sentido do nosso viver

É o sermos simples, é pôr a vasta alma em curtos versos
E no nosso caminho, de passos incertos
Lembrar histórias, descomplicadas
Nós, o Senhor e as pagadas...

Ver assim o mundo à beira-mar...
Num passeio contigo Senhor
Sermos simples e continuar
Com tal longevidade e ardor

Que quando a maré baixar...
Saberemos logo o que é o amor
A dádiva mais querida, que nos foi...
Foi concedida

E por isto e pelo resto, não consigo exprimir
Venho cá de dentro, agradecer-Te a Ti também
É que não é possível, definir toda esta paz...
Esta certeza... que nos modificou

A alegria... de Vos sentir


 

Penso em Ti Sem Parar (música – LR; letra – MD)

Acordes: estrofe (dó lá- mi7 fá 2x) ponte (ré- fá ré- fá ré- fá sol) refrão (fá sol lá- dó 2x) (fá sol ré  fá sol)

Abres-me a porta
Ficamos a falar com o olhar
Fecho bem os olhos
Não sei como te dizer
Promete que percebes
Sabes que eu não te queria magoar

Penso em ti, sem parar
É tão difícil ter de o provar
Se não souber, como fazer
Diz-me que vais confiar

Quando abrir os olhos
Será que ainda aí estás
O medo do que vou ver
A expressão do teu olhar
Eu sei que me vais escolher
Vou ter de arriscar


 

Não me Peças Desculpa (música – LR; letra – MD)

Acordes: estrofe (lá- sol lá- sol dó fá sol) refrão (lá- dó sol 3x)

Pensa bem
Eu também

Quero o teu bem, quero-te entender
Falamos
Gritamos
Não quero saber, estou-te a proteger

Nanana...

Insistes
Resistes
Mas no fim é certo, vais acordar

Não peças
Desculpa
Um dia verás o que é estar neste lugar


 

Lua Escondida (música – MD; letra – MD)

Acordes: intro-estrofe (sol dó sol dó lá- ré dó) estrofe (sol dó lá- ré sol dó lá- ré7) refrão (sol dó lá- ré 2x) extra (mi- dó mi- dó mi- dó sol ré)

Lua, olha p’ra ti...
Lua, não te escondas de mim
Como eu, me escondo de ti...

Lua, será que choras?
Quando não, me lembro de ti
Lua, será que te importas
Com tudo o que se passa aqui

Quero saber de ti!
Vieste um dia ter comigo...
Diz-me, como é que subo aí
Também quero ver o mundo

Lua, tenho tempo p’ra ti
Quando tudo, parece acalmar
Lua, de todos os tempos do dia
O teu é o melhor para pensar...

Como trazes tu luz ao meu dia??
Pensei que o sol o fazia...
Não quero que me fales
Não quero que me oiças
Não quero que sejas igual aos de aqui

Não te escondas de mim!!
Ver-te é tudo o que tenho
Podes até fingir
Que me olhas com respeito...

Lua se gostas de mim...
Deixa-me só olhar para ti...


 

O Segundo da Mudança (música – LR; letra – MD)

Acordes: estrofe (ré sol sol- ré 2x) ponte (ré- lá- sib dó ré sol lá) refrão (ré sol lá 3x) (ré sol dó ré sol lá ré sol lá sol ré sol sol- ré)

Um sopro que se pede
O medo, de tudo ter sido em vão
Alguém que chora p’ra voltar a ter
E pensa, que não consegue esquecer
Perceber um dia que é preciso crescer
Que temos um mundo bom e mau
É só escolher...

Tentemos então
Ganhar coragem p’ra rir
Desta nossa vida
Que um dia nos quis magoar
E assim ser alguém
Que agrarra como quem, não quer largar

Acreditar que existe um caminho
Que os sonhos se perdem
A vontade de sonhar não
Uma nova forma de olhar à volta
Como quem sente como ouve uma canção
Amar o que nos é dado para viver
Se fosse possível não sofrer
Seria impossível querer...


 

Ao Pé de Ti (Saio à Rua) (música – MD; letra – MD)

Acordes: estrofe (mi fá#- si7 3x mi) refrão (mi7 lá si7 sol#- dó#- fá#- si7 mi)

Saio à rua p’ra pensar, não sei bem p’ra onde ir
Passo e olho para Ti, pedes-me para entrar
Mas o que queres Tu de mim, logo deixas de falar

Sei que deixei, de crer em Ti
Sei que deixei, de olhar para Ti
Mas sei que hoje, tudo o que quero
É estar ao pé de Ti

Se soubesses as saudades, que tinha do teu olhar
És meu filho e como Pai, tenho tudo para dar

Sei que deixaste, de crer em mim
Sei que deixaste, de olhar para mim
Mas sei que hoje, tudo o que quero
É ter-te ao pé de mim


 

Onde Deus Te Levar (música – MD; letra – MD)

Acordes: estrofe (sol si- dó ré 2x) ponte (dó ré sol sol7 dó ré sol sol7) refrão (dó ré sol si7 mi- dó ré sol)

Podes achar que não tens
P’ra onde ir, nem que fazer
Não sabes bem quem és aqui
Neste mundo, tão grande e frio
Mas há qualquer coisa em ti
Que te faz querer, querer ser alguém
Querer ser alguém

E a vida não vai parar
Vai como o vento
Tens tudo a dar não percas tempo
Podes saber, que vais chegar
Onde Deus te levar

Mas pode ser tão difícil, de acreditar
Em Deus assim
Será que Deus se vai lembrar... de me ajudar
Será que sim?!
Mas há qualquer coisa em mim, que me faz querer
Acreditar, acreditar


 

Perdão, Vivo Só Para Ti (música – LR; letra – LR)

Acordes: estrofe (dó mi- sol fá dó mi- sol fá sol) (dó mi- sol) ponte (lá- sol) refrão (dó mi7 lá- sol fá 2x)

Vivo só p’ra ti, sempre será assim
Não me dizes nada, fico sem saber... Porquê...
Não queres que te dê, uma explicação
Que te esclareça o coração, num pedido de perdão

Eu sei que errei, por isso pedirei... perdão
Bem sei que mudei, por isso pedirei... perdão

Agora percebi, o que o silêncio foi p’ra mim
Conseguiste responder, sem nada me dizer


 

Quererei (música – LR; letra – LR)

Acordes: intro (lá- fá sol 2x.do.fa.do) estrofe (dó fá ré sol 4x dó) refrão (lá- fá sol 3x fá sol dó)

Te seguirei, sempre Senhor
Porque Contigo a minha vida é melhor
Não seguirei outro caminho
Nem estarei nunca sozinho

Para sempre quererei, para sempre
Para sempre quererei, estar contigo eu quererei

Te seguirei, sempre Senhor
Porque Contigo a minha vida tem cor
Nunca estarei, preocupado
Porque vou estar, sempre a Teu lado


 

Sai Desse Mundo (música – LR; letra – MD)

Acordes: estrofe (sol dó lá- ré 2x) ponte (mi- si- dó 2x ré) refrão (sol dó si7 mi- si- dó ré sol 2x)

Já sei que não te posso mais ajudar
Sei bem que não vais mudar
Tudo o que fazes é fácil de prever
Tens o teu rumo a correr
Será que não vais esperar
Tens surpresas para aceitar

Sai desse mundo
Tens tudo p’ra viver, será que não sabes
Que podes vencer, o teu medo de perder
Sai desse mundo
Tens tudo para ver, será que não sabes
Que deixas fugir... O que a vida nos dá p’ra sorrir

Deixa que um sorriso seja para ti
A vontade de sonhar
Mesmo que a vida pareça assim
Não voltar a acordar
Vive tudo o que te faz rir
Chora tudo o que há p’ra chorar

NOVIDADE!

Lançamento do novo disco - "Podes vir"

"Podes vir" é um disco em que muitas músicas pretendem dizer mais ou menos a mesma coisa de várias maneiras. Como aquelas pessoas a reformularem frases de maneiras diferentes diante de quem as ouve "com cara de dúvida". E aquilo que queremos dizer é que a vida é antes de mais espera. Esperamos em tudo, não podemos evitar esperar. Até nas coisas mais pequenas que fazemos, inconscientemente, exprimimos uma espera.

Mas espera de quê? Essa é que é a grande questão!

A nós aconteceu-nos perceber que aquilo que confusamente esperávamos já estava à nossa espera. E por isso que nos aconteceu, queremos dizê-lo a todos através da música.

Foi por isso que gravámos este disco, que agora é vosso.

simplus

Vídeos

Fotos Blog Donativos

O que dizem

"Esta obra, pobre e frágil, tem como único objectivo colaborar com a grande obra de Cristo que é a salvação do mundo."

MD